segunda-feira, 15 de agosto de 2011


                                               OSSO TAMBÉM É CULTURA

                                                                                                   I

 Estamos participando
De um curso de estensão
Onde osso é cultura
E tutano participa dessa construção;

                     II

Muitos ossos são falados
Grandes em suas quantidades
duzentos e seis talvez verdade
São muitos e variados



                    III
Levando em conta a idade
Podem ser grandes ou pequenos
Finos, largos, pontudos ou achatados
Que depois do nascimento alguns são logo colados


                   IV
Cada um tem o seu nome
E nomes especiais
Alguns são tão complicados
Outros fáceis demais.



                               V
                                                                                                                                                  
      Radio é um osso que não fica no pescoço                                                                                                      Unido com o osso ulna
      Que para localizar
      Basta a antena ligar.


                  VI
 O disco semi-móvel
 Que não é CD
  Ajuda a coluna
A sustentar o n osso ser.
                  
               VII
 Os lordes da Inglaterra  
Contribuiram com a lordose
De nome tão bonito realeza a brilhar   
E a nossa coluna a does a encurvar.                                                     

                    VIII
Os ossos da costela
Que nos dá a proteção
Dos orgãos vitais
E do próprio coração.



           IX

A bacia que ajuda 
No rebolado da morena
Se encaixa perfeitamente
Nos ossos que vão até a canela



                                                                                                  X

                     Os pés que ajudam
                     Para poder andar
                     As vezes um galo aparece  para atrapalhar
                     Os membros inferiores a nos sustentar.

                                           XI

       São tantos ossos para dá sustentação
       Que para pedagogos e matemáticos causam grande confusão
       Não nos cálculos, não!                
       Mas na colocação e na distribuição.

                              XII
                   Para finalizar
                   E colocar o esqueleto para trabalhar
                   Nervos, ossos, cartilhagens, vivem a ajudar
                   O corpo a se movimentar.
                      






                      Enquanto isso...




quarta-feira, 3 de agosto de 2011

 A biodiversidade anda a todo vapor no curso. O nosso querido Professor Cel..., provoca todas as sensações nos seus pupilos. A euforia é grande nas manhãs de sábado. Ossos, músculos, aparelhos de toda qualidade que se escondem e  residem dentro de nosso complexo "corpitxo" é desvendado pelo " MÁGICO" Prof. Cel...




...A atenção ao Prof. Cel... é tanta que nem "MÃE e FILHO por adoção", piscam os olhos para não perderem as menores das vírgulas que poderiam passar despercebidas. E o Prof. Cel... segue no seu discurso filosófico sobre ossos, músculos, coração,..









...Na hora do almoço pausa para aparecer um pouquinho, afinal ninguém é de ferro...











...enquanto isso no Natal shopping... Eu aparecia..kkkk

... e Leônia, depois de muito esperar ... encontra Petrus. Ufa!!!!!!!!!!!












...Caaaaaaaaalma!!!!! logo...logo... a aula recomeça. O Prof. tem que descansar um pouquinho.